Valmir confirma que recorrerá da decisão do TSE e diz que até próxima semana deveremos ter novidades

Ele concedeu entrevista na Rio FM nesta segunda-feira e falou sobre a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O ex-prefeito de Itabaiana e pré-candidato ao Governo de Sergipe, Valmir de Francisquinho (PL) concedeu entrevista na Rio FM de Porto da Folha, na manhã desta segunda-feira, 27, e disse que continua com sua pré-candidatura e que sua defesa recorrerá da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), acerca de sua inelegibilidade.

Segundo Valmir, até a próxima semana “deveremos ter novidades”, visto que os seus advogados buscarão recorrer da decisão, provavelmente por meio do ajuizamento de embargos de declaração, uma das possibilidades que cabe ao caso, visto que a decisão do TSE é a decisão final, no âmbito da Justiça Eleitoral.

Valmir preferiu não falar em plano B para o Governo de Sergipe, mas disse que em caso de nova derrota, seu filho Ícaro Costa disputará a vaga de Deputado Federal, no lugar do irmão, Talysson Costa.

DECISÃO DO TSE:

Valmir de Francisquinho e seu filho Talysson Costa, ambos do PL foram condenados, por 4 votos a 3, nas acusações de abuso de poder político e econômico e uso da máquina administrativa e com isso, estão inelegíveis até 2026 e talysson perde o mandato de deputado estadual.

O TSE seguiu a decisão do TRE e os dois foram condenados. O relator foi o ministro Sérgio Banhos, que deu voto favorável à condenação dos dois e foi seguido pelos seguintes ministros: Nunes Marques, Mauro Campbell e Edson Fachin.

Votaram pela absolvição: Carlos Horbach, Alexandre de Moraes e Benedito Gonçalves.

O Tribunal julgou o recurso impetrado pela defesa de Valmir e Talysson, recorrendo de uma decisão de 2019, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SE), que decidiu pela perda de mandato e inelegibilidade de Talysson e inelegibilidade de Valmir.

O julgamento se referia a uma condenação em 2019, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SE), por abuso de poder e uso da máquina administrativa, da Prefeitura de Itabaiana, nas eleições de 2018.

Na época, Valmir era prefeito do município serrano e Talysson, pré-candidato a deputado estadual e conforme o Tribunal Regional, sua campanha foi favorecida por meio da estrutura administrativa da prefeitura, o que também foi entendido pelo TSE.

Foto: arquivo pessoal