ANUÁRIO: Sergipe apresenta redução na taxa de mortes violentas intencionais e latrocínios

As pesquisas foram realizadas durante os anos de 2020 e 2021.

Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), verificados e divulgados pelo Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2022 na última terça-feira (28), houve uma redução de 20,5% na taxa de mortes violentas intencionais em Sergipe, durante os anos de 2020 e 2021. Esse número representa a segunda maior taxa de queda no Brasil.

Segundo o levantamento, apenas o Acre ficou à frente do estado sergipano. Enquanto em 2020 foram 988, em 2021 foram 792 mortes intencionais em Sergipe. As taxas são contabilizadas a cada 100 mil habitantes.

O comandante da Polícia Militar, coronel Marcony Cabral, destacou a importância do trabalho dos servidores da segurança pública nesses casos. “Não se chega a uma marca de redução de mortes violentas sem que os profissionais estejam realmente fazendo seu trabalho. É importante citar também fatores como a tecnologia e a inteligência policial”, afirmou.

Os roubos que resultam em morte, chamados de latrocínios, também apresentaram uma queda na taxa de incidência desse tipo de crime no estado. A queda foi equivalente a um percentual de 41,2%, entre 2020 e 2021.

De acordo com as pesquisas feitas pelo FBSP, foram 27 casos em 2020 e 16 em 2021. Esse dado é a segunda maior redução de taxa de latrocínios do país, com Sergipe ficando atrás apenas de Tocantins.

Thiago Leandro, delegado-geral, contou que a meta da segurança pública é continuar diminuindo os crimes contra a vida. “É um crime difícil de ser investigado, mas a nossa orientação é reforçar as apurações policiais e encontrar os autores desses crimes”, disse.

Foto: SSP