Profissionais da TV Atalaia são agredidos durante a Festa do Mastro de Capela. Polícia Civil investiga o caso

Dois repórteres foram atingidos por pedradas, jogadas por participantes do evento nas pessoas que estavam no trio.

Infelizmente a tradicional Festa do Mastro de Capela foi destaque não pela tradição em si, mas sim por ocorrências lamentáveis registradas no último domingo, 03.

Além da morte cruel de Denisson Marques, durante a festa, outro caso chamou a atenção e causou indignação: a equipe da TV Atalaia, que cobria o evento foi agredida por participantes, que jogaram pedras em quem estava num dos trios; dois repórteres foram atingidos.

A repórter Jéssika Cruz foi atingida no olho e o repórter Genildo Gois, na testa. A situação causou pânico e todos se abaixaram no trio, buscando proteção, visto que muitas pedras eram arremessadas. Felizmente os dois estão bem.

Por meio de nota, a TV Atalaia repudiou e lamentou a situação. “Em repúdio, declaramos que é lamentável que a imprensa tenha sido vítima de tais ações. Os jornalistas estavam trabalhando para levar a beleza da festa e foram agredidos, esse tipo de atitude precisa de punição”, diz a nota.

Segundo a Polícia Civil, um inquérito já foi instaurado para apurar o caso e informações e denúncias sobre os autores da prática criminosa devem ser repassados por meio da ferramenta Disque-Denúncia, no telefone 181.

“A imprensa livre significa a democracia em sua essência. A maior expressão da liberdade é a de expressão. Não há democracia sem a imprensa livre”, evidenciou o delegado Wanderson Bastos, da Delegacia de Capela, responsável pelas investigações.

Foto: reprodução/TV Atalaia