REVIRAVOLTA: homem que sofreu tentativa de homicídio em São Domingos é preso. Entenda o caso

Conforme a Polícia Civil, ele estava sendo investigado por manter relações sexuais com adolescentes e depois ameaça-los.

No dia 16 de maio, Luiz Oliveira, conhecido como “Luizinho do Cartório”, morador de São Domingos foi vítima de uma tentativa de homicídio. O companheiro dele foi preso, como principal suspeito do crime.

Ao receber alta, Luiz procurou a TV Itnet e pediu espaço para contar em detalhes o que aconteceu no dia do crime. Ele concedeu uma entrevista e disse que não havia nenhum motivo concreto para que o seu companheiro tentasse tirar a sua vida.

Nesta semana, este caso teve uma grande reviravolta, com o andamento das investigações e Luizinho foi preso pela Polícia Civil, na última terça-feira, 02.

De acordo com as investigações, comandadas pelos delegados Murilo Gouveia e Carla Viviane, da delegacia de Campo do Brito e São Domingos, Luizinho foi preso por ser suspeito de manter relações sexuais com adolescentes em troca de benefícios financeiros e ainda ameaçar estes menores dizendo que iria expor imagens íntimas deles.

Essa situação passou a ser conhecida com o depoimento do suspeito de tentar contra a vida de Luizinho, seu companheiro, quando ele foi preso.

“Ao ser preso e interrogado, o autor da tentativa de homicídio contra o investigado pelos crimes sexuais disse que a motivação do crime seria a pressão dessas chantagens que estava sofrendo por parte de Luiz”, informou a SSP/SE.

As forças policiais constataram que Luizinho tinha fotos íntimas de seus companheiros com as suas respectivas namoradas e usava justamente essas imagens, para ameaça-los.

Além do companheiro já citado acima, outras vítimas foram identificadas, no decorrer das investigações e com base no que foi coletado, a PC solicitou a prisão preventiva do homem e o mandato foi expedido pela Justiça, sendo cumprido na terça.

“Ele foi indiciado pela prática de submeter, induzir ou atrair à prostituição ou outra forma de exploração sexual vítimas menores de 18 anos, além de divulgação de imagem íntima sem autorização. Luizinho já encontra-se à disposição da Justiça para adoção das demais medidas cabíveis ao caso. A Polícia Civil orienta que possíveis vítimas de Luiz Santos de Oliveira procurem uma unidade policial para formalizar o registro da ocorrência do caso”, completou a SSP/SE.