Nota de Esclarecimento do CTAS Pesquisas, sobre último levantamento realizado em Sergipe

A empresa justifica e explica porque não inseriu o nome de um dos pré-candidatos ao Governo no cenário induzido.

A CTAS CAPACITAÇÃO E CONSULTORIA EIRELI (CTAS TECNOLOGIA) vem a público esclarecer o fato noticiado no JORNAL DO ESTADO DE SERGIPE, que as pesquisas eleitorais realizadas pelos seus profissionais são desenvolvidas com total imparcialidade, além de seguir os parâmetros e diretrizes legais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sempre primando por informações legitimas ao povo sergipano.

A não inclusão de algum pré-candidato na última pesquisa é submetida a analise jurídica, levando-se em conta o julgamento perante o TRE, e ratificado pelo TSE acerca de todos os efeitos do referido julgamento, inclusive a inelegibilidade do então pré-candidato, sem qualquer efeito suspensivo concedido, impedindo a sua candidatura.

Entretanto, vale ressaltar que qualquer mudança judicial ou a concessão dos efeitos suspensivos do julgamento, ainda que liminarmente, inclusive recentemente indeferido pelo STF ao pré-candidato, a CTAS automaticamente incluirá nas pesquisas em razão do compromisso com a transparência e combate a informações falsas e indutivas (FAKE NEWS) à sociedade sergipana.

Sempre primando pela busca da verdade e lisura dos trabalhos desenvolvidos a sociedade sergipana, além do compromisso com eleições legitimas consubstanciada na expressa vontade do povo consagrada pela nossa Carta Magna.

Att, CTAS consultoria