Tecnologia

Uso corporativo de iPhones cresce a pedido de funcionários.

por Redação do Portal Itnet
11/08/2010 09:04h

Os celulares inteligentes Black Berry são parte do equipamento constante dos viajantes de negócios, mas existem sinais de que o iPhone, da Apple, está conquistando espaço nas empresas e junto aos seus dirigentes.

A companhia farmacêutica AstraZeneca começou a testar o iPhone para alguns de seus principais executivos, e o banco britânico Standard Chartered deu aos seus funcionários que usam o Black Berry a opção de adotar o iPhone, o que pode levar milhares de trabalhadores da empresa a começar a usar o aparelho da Apple para suas necessidades de trabalho móveis.

"Recebemos muitos pedidos de trabalho com o iPhone nos Estados Unidos e na região Ásia-Pacífico", disse o arquiteto de mobilidade da AstraZeneca, Michael Reid, que ajuda a organizar as comunicações empresariais da companhia.

"Em termos de consumo do meu tempo, esse é um dos pedidos mais frequentes." A demanda parecia especialmente fervorosa no final de dezembro, depois que muitos funcionários de empresas ganharam iPhones de presente na temporada de festas.

O Black Berry continua dominante. Especialistas em tecnologia mencionam os recursos firmes de segurança do aparelho da RIM (Research In Motion) e a facilidade de coordenar seus aplicativos "altamente sólidos", tais como o programa de e-mail e a agenda eletrônica do aparelho.

Os embarques do Black Berry superaram os do iPhone em 20% no primeiro trimestre do ano, segundo dados do grupo de pesquisa iSupply.

"Não estamos considerando mudar para o iPhone como aparelho primário, no momento, porque o Black Berry oferece muito mais controle e gestão dos aparelhos individuais, por meio de um servidor central", afirmou o diretor de tecnologia da informação da Morningstar, John Tipton, em mensagem de e-mail. "Mas, mesmo assim, sabemos que mais e mais iPhones serão usados."

Uma porta-voz da RIM afirmou que a empresa preferia não comentar o assunto, mencionando o "período de silêncio" antes da divulgação de seus resultados trimestrais. Mas apontou para estatísticas divulgadas anteriormente, segundo as quais a companhia embarcou mais de 90 milhões de celulares inteligentes Black Berry e sua base de usuários cresceu em 65% no ano fiscal de 2010.

Da redação: Heraldo Júnior.

Fonte: Olhar Digital Adaptação: Itnet

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo