Internacional

Brasileiro condenado na Indonésia poderá se livrar da execução

Médico indicado pelo governo indonésio atestou o quadro de esquizofrenia e, pela lei do país, a priori a sentença não poderá ser cumprida
por Redação do Portal Itnet
12/02/2015 10:21h

 

Rodrigo Gularte, brasileiro condenado por tráfico de drogas na Indonésia.

(Foto: Reprodução)

Por Iane Gois/Itnet

O brasileiro Rodrigo Gularte, de 42 anos, condenado à pena de morte na Indonésia por tráfico de drogas ao entrar no país com seis quilos de cocaína escondidos em pranchas de surde, poderá ter sua sentença adiada em virtude de parecer médico que atesta esquizofrenia.

Após o governo brasileiro apresentar um diagnóstico de psicose paranóica do preso e solicitar sua internação em um hospital psiquiátrico, o governo da Indonésia requereu avaliação feita por médicos do país asiático, a fim de obter um parecer clínico de um profissional que não esteja ligado à defesa do Rodrigo.

De acordo com o laudo, a internação de Gularte deve ser imediata, vez que fora confirmado o quadro esquizofrênico. Laudo este que já foi encaminhado, segundo familiares do condenado, para a embaixada da Indonésia em Brasília e para a chancelaria do país em Jacarta.

A internação se faz a grande esperança da não execução do preso, porque segundo a lei indonésia, criminosos com problema mental não podem ser submetidos ao cumprimento da sentença.

 

 

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo