Internacional

Em 2015, selfies já mataram mais do que ataques de tubarão

No início deste mês, um jovem norte-americano morreu após tentar fazer um autorretrato com uma arma engatilhada.
por Redação do Portal Itnet
24/09/2015 09:04h
Atualizado em 24/09/2015 09:06h

Estatisticamente falando, atualmente é mais provável morrer tirando uma selfie do que sendo atacado por um tubarão, segundo um levantamento feito pelo site de tecnologia Mashable, com base em sites de notícias.

Homem faz selfie com touro em evento no Texas (Foto: Reprodução/Daily Mail).

Em 2015, o número de mortes acidentais causadas por selfies superou o número de mortes por ataques de tubarões - doze e oito, respectivamente.

Na semana passada, um turista japonês, de 66 anos, morreu após tentar tirar uma selfie no Taj Mahal, na Índia. O tipo mais comum de acidente fatal, de acordo com o levantamento - dos doze casos, quatro pessoas morreram após cair enquanto tirava a foto.

A segunda grande causa de acidentes fatais envolvendo a moda da selfie envolve trens. Muitos casos de jovens sendo atingidos por locomotivas foram descritos pelo mundo. 

Em um deles, duas jovens foram eletrocutadas na Rússia após escalarem um trem para fazer uma selfie no topo. Os acidentes causados por selfies se tornaram tão frequentes no país que o governo russo criou uma cartilha para orientar sobre os riscos da selfie.

Recentemente, um parque no Colorado (EUA) fechou as portas depois que os visitantes, a maioria jovens, começaram a se aproximar dos ursos para tirar selfies. No início deste mês, um jovem norte-americano morreu após tentar fazer um autorretrato com uma arma engatilhada.

Por Rede TV.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo