Estilo

Governador sanciona lei que torna Romaria de Aparecida-SE Patrimônio Cultural

Evento católico foi incluso no Calendário festivo de Sergipe
por Redação do Portal Itnet
02/10/2015 16:45h
Atualizado em 02/10/2015 18:32h

Por Aparecido Santana, redação Itnet.

A Festa e Romaria em homenagem a Nossa Senhora Aparecida realizada todos os anos no município de mesmo nome se tornou Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado de Sergipe e foi inclusa no Calendário Festivo de Sergipe.

(Foto: Ademarcos Dantas Santana).

O Projeto de Lei de autoria do deputado Geogeo Passos (PTC) foi aprovado na Assembleia Legislativa de Sergipe e sancionado pelo governador em exercício, Belivaldo Chagas, no dia 1º de outubro de 2015, no mês em que ocorre a programação festiva.

De acordo com o Pe. Erisson Roberto Monteiro essa é uma conquista dos devotos de Nossa Senhora. "Como atual pároco, sinto uma alegria que me faz voltar a coragem que teve o Pe Jadilson de criar esta Romaria e acreditar que aqui poderia levar muitas pessoas ao encontro com Deus na festa da Mãe Aparecida", comenta.

Pe. Erisson Monteiro (Foto: Lucas Oliveira).

"Muita alegra os Missionários Redentoristas que aqui trabalham, pois é um passo importante no caminho do reconhecimento como Santuário. Só posso dizer obrigado Mãe Aparecida por todo bem e tanta graça derramada nesta terra", conclui o padre.

Segundo o deputado, a proposta atende a uma necessidade de reconhecimento da cultura e crença do povo sertanejo. "O povo daquela região e de todo o Estado se desloca ao município de Nossa Senhora Aparecida para declarar sua fé. Todos os anos, milhares de pessoas realizam esta peregrinação, com a esperança de dias melhores", salientou Georgeo, destacando a importância da festa econômica e culturalmente.

A primeira Romaria de Nossa Senhora Aparecida foi realizada em 2004, na ocasião em que o Papa João Paulo II decretou indulgência plenária a todas as paróquias e santuários dedicados a Nossa Senhora Aparecida. Devido a esse decreto aproximadamente 6 mil pessoas procuraram a cidade sergipana como centro de indulgência. O Padre Jadilson Andrade, atualmente administrator do Santuário do Bugio em Aracaju, foi o pároco responsável pela realização da primeira edição da Romaria.

Em 2014, aproximadamente 100 mil pessoas estiveram presentes. Os fiéis se concentram no povoado Queimadas, no município de Ribeirópolis, e lá sempre é celebrada a missa de envio dos romeiros. Após a celebração, as pessoas enfrentam o percurso de aproximadamente 7 km desse povoado até a cidade de Nossa Senhora Aparecida, como demonstração de fé. Chegando à cidade, acontece a Missa Solene sempre celebrada pelo Arcebispo Metropolitano de Aracaju e co-celebrada por diversos padres.

Outras informações poderão ser obtidas no site www.missaoaparecida.com

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo