Política

Depois de declarar apoio a Haddad, candidato ao governo de Sergipe pelo partido de Bolsonaro deixa o estado

Eduardo Cassini prestou Boletim de Ocorrência na Polícia Civil, alegando ameaças.
por Redação do Portal Itnet
16/10/2018 08:43h
Atualizado em 16/10/2018 08:54h

O candidato ao Governo de Sergipe pelo PSL, Eduardo Cassini deixou o estado de Sergipe. Segundo ele, após declarar apoio a Belivaldo Chagas (PSD) e Fernando Haddad (PT), concorrente de Jair Bolsonaro no segundo turno, ele e seus familiares sofreram ameaças.

Ainda de acordo com Cassini, ele registrou um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil, alegando as ameaças, que aconteceram através de WhatsApp. Ele decidiu após isso deixar o estado. Esta informação foi divulgada ontem, 15, em grandes portais de Sergipe, como o Faxaju e a Infonet, por exemplo.

Cassini, que subistituiu João Tarantella na disputa pelo Governo, já que este teve a candidatura indeferida, conseguiu 32.326 votos no primeiro turno, e na semana passada declarou que não apoiaria Jair Bolsonaro no segundo turno, mas sim Fernando Haddad. Ele foi expulso do PSL. Relembre o ato de apoio ao candidato do PT:http://itnet.com.br/noticia/36937/candidato-ao-governo-de-sergipe-pelo-partido-de-bolsonaro-declara-apoio-a-haddad

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo