Policial

Departamento de crimes cibernéticos inicia investigações sobre falsos sequestros de crianças

Responsáveis pelo compartilhamento das chamadas “fakenews” serão responsabilizados criminalmente.
por Redação do Portal Itnet
17/10/2018 07:22h
Atualizado em 17/10/2018 09:50h

O secretário da Segurança Pública, João Eloy de Menezes, acionou no final da tarde da terça-feira, 16, o Departamento de Defraudações e Crimes Cibernéticos. A determinação é investigar com rigor uma onda de falsas informações (fakenews) que passaram a circular nas redes sociais.

As informações narram falsos sequestros de crianças, mostram supostos agressores espancados e ainda crianças mortas. A delegada Rosana Freitas, titular da unidade especializada da Polícia Civil, já está com prints de grupos de whatsapps de pessoas que compartilharam o material.

Rosana Freitas, delegada de crimes cibernéticos


Os investigadores de crimes cibernéticos possuem ferramentas adequadas para saber qual a origem de compartilhamento e os responsáveis podem ser identificados e responder criminalmente.

Qualquer informação pode ser repassada para os investigadores, através do 181 da Polícia Civil. Informações também podem ser relatadas na Delegacia mais próxima.

Segundo informações do Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis de Aracaju (DAGV), o único registro envolvendo o desaparecimento de criança com suspeita de rapto foi realizado ontem, dia 15, resultando na prisão em flagrante delito do autor.

Trata-se de um caso pontual, onde uma pessoa cuja sanidade mental se questiona, teria levado a criança do bairro Coroa do Meio para o bairro Santos Dumont, onde foi localizada horas depois. Nenhum outro caso foi registrado no Departamento.

Fonte: SSP/SE

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo