Política

TRE/SE julga improcedente representação contra Talyson, Valmir e um assessor

A representação era de que o assessor estaria fazendo campanha eleitoral dentro da repartição pública.
por Redação do Portal Itnet
26/11/2018 16:25h

Na tarde desta segunda-feira, 26, os membros do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE), por unanimidade julgaram improcedente a representação contra Valmir de Francisquinho, Talyson Barbosa e Edilson Junior( júnior Carvalho).


A representação foi feita pela deputada, Maria Mendonça, que alegou que o funcionário Edilson Junior estava fazendo campanha política em repartições públicas.

De acordo com o relator, o Desembargador Roberto Eugênio da Fonseca Porto, a representação foi julgada improcedente por não haver provas que fundamentassem que o assessor estivesse fazendo campanha; todos os desembargadores seguiram votando improcedente a acusação.

Maria Mendonça já tinha colocado uma representação contra Talyson e Valmir de Francisquinho, sendo dada procedência.

Segundo a representação, Talyson teria sido beneficiado por abuso de poder político, que teria sido cometido pelo seu pai durante a inauguração de obras realizadas pela prefeitura.

A defesa do deputado eleito recorreu e aguarda decisão do TSE.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo