Justiça

MPF/SE pede a cassação do governador reeleito Belivaldo Chagas e do deputado estadual eleito Talysson de Valmir

A Procuradora Regional Eleitoral Eunice Dantas explicou hoje os motivos do pedido de cassação. Entenda.
por Redação do Portal Itnet
27/11/2018 09:26h

O Ministério Público Federal de Sergipe (MPF/SE) pediu a cassação do governador reeleito Belivaldo Chagas e do deputado estadual eleito Talysson de Valmir, por suspeita de práticas irregulares durante o período de campanha. Entenda.

A Procuradora Regional Eleitoral Eunice Dantas explicou hoje os motivos do pedido de cassação.

No caso de Belivaldo Chagas, reeleito governador, Eunice alega que de acordo com as investigações, houve abuso de poder político, econômico e de autoridade. Como exemplo, ele autorizou mais de 50 ordens de serviço em vários municípios sergipanos antes do início dessas obras.

Para a procuradora, isso foi “uma forma de alavancar a candidatura de Belivaldo”, e até mesmo atos de pré-campanha.

O processo já está no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e foi pedido que Belivaldo apresente o processo licitatório destas obras que tiveram a ordem de serviço assinada. A depender da decisão, pode haver novas eleições para o Governo. A procuradora pediu a cassação e a inelegibidade de Belivaldo por oito anos.

No caso de Talysson, Eunice Dantas disse que “a candidatura dele foi toda alavancada pelo seu pai”, o prefeito de Itabaiana Valmir de Francisquinho. “Em alguns momentos não dá para saber se nos acontecimentos Valmir era prefeito ou o apoiador do filho”, disse ela.

Para Eunice, a campanha de Talysson teve beneficiamento de ações institucionais da Prefeitura de Itabaiana e algumas ações desempenhadas, segundo ela serviram como campanha para Talysson, o deputado estadual mais bem votado de Sergipe.

A procuradora pediu a cassação e a inelegibidade de Talysson por oito anos. No processo também são citados o prefeito Valmir e mais três pessoas.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo