Cidade

Dia da Padroeira: veja um relato que mostra que fé e devoção a Nossa Senhora do Bom Parto muda histórias de vida

A santa padroeira de gestantes e recém-nascidos não ousa desamparar aqueles que a ela recorrem.
por Redação do Portal Itnet
31/01/2019 09:00h

Itabaiana tem crescido muito ao longo dos anos, isso é fato. Mas se tem uma coisa que o município não perde nunca é o jeito de terra do interior, principalmente quando o assunto é religião. Se falando em catolicismo, por exemplo, hábitos antigos continuam vivos entre os itabaianenses , como por exemplo, se benzer quando passa em frente a uma igreja.

São hábitos assim que, graças a Deus, mantém os cristãos em tradições importantes de sua religião. Festas de padroeiros, por exemplo, apesar de um pouco “apagadas”, continuam sendo tradicionais.

E por falar em padroeira, hoje, última quinta-feira do mês, os católicos de Itabaiana comemoram o dia de Nossa Senhora do Bom Parto, que além de ser padroeira do município é também a protetora das grávidas e dos recém-nascidos, e também daqueles que são devotos dela.

Sei que você que está lendo este texto já se prepara para a procissão de logo mais a tarde. E para aumentar ainda mais a sua devoção, trago esse relato que mostra que a fé em Nossa Senhora do Bom Parto, faz mesmo muitos milagres, em casos que até a ciência e a medicina duvidam. O que explica isso? É inexplicável, somente a fé!

O jovem Matheus, de 24 anos é uma prova disso.

“O maior milagre da Virgem do Bom Parto em minha vida se deu quando ainda era pequeno, pois passei por problemas de saúde, a exemplo de asma, pneumonia e consequentemente Derrame Pleural (acúmulo excessivo de líquido no espaço pleural, que é o espaço criado entre o pulmão e a membrana externa que o cobre), esse acúmulo dificulta o trabalho normal do pulmão e, por isso, a minha respiração foi gravemente afetada.

Por conta de toda essa problemática, passei 22 dias internado no hospital daqui de Itabaiana. Porém, quem tem Mãe tem tudo, e no meu caso não foi diferente, pois a minha Mãe Celeste não me abandonou nos momentos de maior dificuldade”, conta.

Matheus foi criado em uma família de muita fé, e foi após a sua consagração à Nossa Senhora do Bom Parto, feita por familiares que o seu quadro de saúde mudou para melhor, de apesar de se acreditar ser algo impossível, Matheus cresceu saudável e leva uma vida normal.

E hoje, aos 24 anos ele não esqueceu o que passou e ainda agradece à padroeira por ter mudado o seu destino.

“Eu sou eternamente grato a Virgem Mãe do Bom Parto! É ao lado da imagem dela que deito e acordo todos os dias, é Ela a minha Mãe e Companheira na labuta do dia-a-dia”, conta.

Matheus é casado e tem em sua casa a imagem de Nossa Senhora do Bom Parto. “Todos os meses, o dia 18 é especialmente dedicado a Ela, tendo este uma programação fixa da recitação do ofício, oração do terço e queima de fogos, como forma de agradecimento, por tudo que temos e somos. Esse é apenas o relato de uma, das inúmeras graças que ela tem derramado na minha vida”, conta.

Com esse relato me despeço. E só digo uma coisa: tem coisas que a gente só entende mesmo quando temos fé, nada explica. Viva a Nossa Padroeira!

*As fotos acima são da imagem que Matheus tem em sua casa.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo