Policial

Em duas semanas, Cope elucida crime que vitimou advogado em Aquidabã

Dívidas dos autores com advogado motivaram o crime
por Redação do Portal Itnet
26/03/2019 07:00h
Atualizado em 26/03/2019 07:09h

O Complexo de Operações Policiais Especiais da Polícia Civil (Cope) deflagrou na madrugada desta terça-feira (26) uma operação para prender os responsáveis pela morte do advogado Jarbas Feitoza de Carvalho Filho. O caso foi elucidado 15 dias após o crime.

Jarbas chegou a ser encaminhado para o Hospital de Aquidabã, mas não resistiu aos ferimentos
(Foto: grupo Whatsapp/ Sergipe Notícias)

 

Foram presos na operação Alcivan Barbosa de Andrade e Genison Pereira (autor dos disparos). Já havia sido preso nos primeiros dias da investigação Gutenberg Barreto, mais conhecido como "Papá".

Segundo o delegado Dernival Eloi, diretor do Cope, "Papá" era homem de confiança do advogado, mas foi responsável por passar detalhes do cotidiano da vítima, que foi levada até o local do crime, para uma suposta transação com animais.

Jarbas foi abordado por Genison, na presença de "Papá," e acabou sendo alvejado e morto. As investigações tiveram o apoio da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol).

A motivação para a emboscada, segundo os investigadores, foram dívidas contraídas pelos autores do crime junto ao advogado.

Mais detalhes serão repassados pelos investigadores durante o dia.

Assessoria de Comunicação Social

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo