Cidade

Por conta da virose, Hospital Regional de Itabaiana está superlotado

Segundo o Superintendente da unidade, estamos em um período de surto de viroses, que ocorre de três em três anos.
por Redação do Portal Itnet
17/05/2019 11:22h

Por Taís Cristina

Quem frequenta o Hospital Regional de Itabaiana nos últimos dias está acompanhando uma superlotação, que se dá por conta da entrada de muitos pacientes com sintomas de virose.

Os sintomas são sempre os mesmos: febre, vômito, diarreia, dores de cabeça e no corpo, que duram em média sete dias.

De acordo com o Superintende do hospital, Valtenis Junior, estamos em um período de surto de viroses, que ocorre de três em três anos. Período semelhante ocorreu em 2016, quando houve um surto de dengue e chikungunya.

“Desde o mês de abril estamos com muitos atendimentos aqui, e são atendimentos de baixa complexidade, que poderiam ser tratados em postos de saúde, por exemplo”, conta ele.

Ainda de acordo com Valtenis, essas pessoas que estão com virose e vão ao hospital correm um risco muito grande. “Sabemos que o hospital é uma fonte de infecção, então, quem vem com uma virose pode sair ainda mais doente”.

Idosos e crianças, por exemplo, são mais vulneráveis a atrair uma infecção, por tanto, o ambiente hospitalar não é ideal.

Valtenis Junior, Superintendente


ATENDIMENTOS:

Só para termos uma ideia, de janeiro a abril, o hospital de Itabaiana registrou cerca de 38 mil atendimentos, sendo que 97% destes foram casos de baixa complexidade, como pacientes com virose, por exemplo.

Os pacientes pertencem a faixas etárias distintas: entre um e quatro anos; de 15 a 34 e acima de 50.

Valtenis alerta às pessoas que estão com virose que antes de procurar o hospital, busquem auxílio em um posto de saúde, e caso a situação se agrave, como última opção busque o hospital.

“Se as pessoas com virose tiverem consciência de que a primeira procura não deve ser o hospital, não teremos essa superlotação e poderemos atender melhor os casos mais complexos”, finaliza.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo