Cidade

Morre professora da UFS que estava internada com suspeita de malária em Angola

Ela ensinava no campus de Nossa Senhora da Glória, conhecido como “Campus do Sertão”.
por Redação do Portal Itnet
27/06/2019 10:09h

Morreu nesta quinta-feira, 27, a professora Daniela Pinheiro Bitencurti Ruiz Esparza, do campus do Sertão, de Nossa Senhora da Glória. A professora estava de férias em Luanda, Angola, quando foi internada com suspeita de malária.

A comunidade universitária realizou campanha no sentido de ajudar Daniela a arcar com os custos médicos e para doação de sangue à docente em Angola.

Daniela era lotada no Núcleo de Graduação em Educação em Ciências Agrárias e da Terra. Ela também era docente do Programa de Desenvolvimento e Meio Ambiente da UFS (Prodema).

Ela possui pós-doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela UFS (Prodema, 2016), doutorado também pelo Prodema da UFS (2014); mestrado em Conservación y Manejo de Recursos Naturales pela Universidad Michoacana de San Nicolás de Hidalgo (2006), Morelia, Michoacán, México; e graduação em Física (1999) pela Universidade Estadual de Londrina (UEL-PR).

Prodema

Em nota, o Prodema "declara luto em honra, respeito e reconhecimento aos serviços prestados pela professora Daniela e manifesta a sua gratidão pelo privilégio de ter convivido com um ser humano íntegro, solidário, repleto de respeito e amor humano, um exemplo especial de alegria de viver e um lindo ser de luz".

UFS Ciência

Em maio passado, a seção UFS Ciência, do Portal UFS, publicou matéria sobre a pesquisa que discute o zoneamento para resolver ocupação irregular da praia do Abaís, em Estância. O estudo foi realizado pela estudante do mestrado do Prodema Rayane de Oliveira sob orientação da professora Daniela.

A pesquisa mostrou que casas de veraneio, condomínios residenciais e outras construções estão entre as principais ameaças ao equilíbrio do ambiente costeiro. Leia a matéria aqui.

Ascom/UFS

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo