Justiça

Homem que matou mulher grávida a machadadas em Moita Bonita no ano de 2017 é condenado

A Justiça determinou a pena de mais de 23 anos. Ele foi a júri popular.
por Redação do Portal Itnet
07/08/2019 11:11h

Foi condenado a mais de 23 anos de prisão o homem que confessou ter matado a sua companheira no dia 09 de dezembro de 2017, no povoado Campo Grande, em Moita Bonita. A vítima estava grávida de quatro meses e foi morta com golpes de machado, na frente de outro filho.

José Edivaldo dos Santos Santana teve prisão preventiva decretada e foi preso no dia 11 de dezembro de 2017, dois dias após o crime. Marja Etiane Carvalho Gonçalves foi encontrada morta ao lado da casa do casal, pela mãe, na zona rural do município.

O homem foi a júri popular e a Justiça determinou ontem, 06, a sua condenação com a seguinte sentença: 23 anos, sete meses e 15 dias de reclusão, que deve ser cumprida em regime fechado.

Os jurados votaram pela condenação de José Edivaldo e a juíza Patrícia Cunha Paz, da Comarca de Malhador, que presidiu a sessão de julgamento, considerou como causa de agravamento da pena o fato do feminicídio ter sido cometido contra uma vítima gestante e praticado na frente do filho dela, que tinha apenas oito anos de idade.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo