Cidade

Corpo de Bombeiros afirma que e-mail com cobrança de taxa de incêndio é fraude. Fique alerta

Quatro pessoas que receberam os boletos de cobrança comunicaram o fato ao Comando.
por Redação do Portal Itnet
16/10/2019 08:37h

Na manhã da última segunda-feira, 14, quatro pessoas procuraram o Corpo de Bombeiros do Estado de Sergipe (CBMSE) pois teriam recebido e-mails referentes a uma taxa de cobrança contra incêndios em nome da Corporação.

Um oficial do CBM prestou boletim de ocorrência na terça-feira, 15, no cartório da Coordenadoria da Capital (Copcal) para que a Polícia Civil inicie uma investigação. 

Segundo o capitão CBM Luiz Eduardo, o Corpo de Bombeiros foi procurado no setor de atividades técnicas da Instituição, pois algumas pessoas estavam recebendo e-mails com a informação de uma possível taxa de incêndio cobrada.

“A Corporação não faz esse tipo de cobrança sobre taxa de incêndio e não enviamos boletos por e-mail e logo percebemos que se tratava de uma fraude”, explicou o capitão. 

Em alguns casos, o Corpo de Bombeiros cobra taxas, como em fiscalização, vistoria, análises de projetos ou processos simplificados de regularização de estabelecimentos comerciais.

Há também cobranças referentes à regularização de residências e residencial multifamiliar que são previamentes agendados pelo site dat.cbm.se.gov.br. ou nos quartéis do Corpo de Bombeiros.  

“Solicitamos a uma das vítimas que entrou em contato com o Corpo de Bombeiros que nos enviasse o e-mail recebido e, quando recebemos, percebemos que se trata de uma fraude. Um boleto do Bradesco enviado pelo endereço do Outlook e não pelo email oficial da corporação. No texto, as informações eram falsas, contendo leis que são usadas apenas no estado de Minas Gerais.” completou o capitão Luiz Eduardo.

É importante ressaltar que o CBM só tem convênio com o Banco do Estado de Sergipe (Banese) e não envia faturas de cobranças por e-mail.

Todos os boletos devem ser solicitados pelo site oficial, onde o próprio contribuinte gera o boleto de pagamento. 

Até o momento, quatro vítimas entraram em contato e prestaram queixa oficialmente à Corporação. Aqueles que foram lesados ou receberam algum e-mail devem fazer um boletim de ocorrência levando os prints dos e-mails recebido para comprovar a fraude.

As vítimas que receberem qualquer e-mail com cobrança indevida podem entrar em contato com as unidades do Corpo de Bombeiros da capital e do interior ou através do telefone 193.

Fonte: SSP/SE

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo