Cidade

Frente Unificada dos Operadores de Segurança Pública de Sergipe fará mobilização nesta segunda, em frente à Alese

A Frente Unificada representa os interesses de policiais civis, militares, bombeiros, peritos policiais penais e agentes de segurança socioeducativos.
por Redação do Portal Itnet
09/12/2019 07:16h
Atualizado em 09/12/2019 07:19h

"Representantes dos sindicatos e associações que integram a Frente Unificada dos Operadores de Segurança Pública estiveram reunidos neste sábado, 07, para deliberar sobre os encaminhamentos das mobilizações previstas para segunda-feira, 09, na capital sergipana.

A Frente Unificada representa os interesses de policiais civis, policiais militares, bombeiros militares, peritos criminais, policiais penais e agentes de segurança socioeducativos. Também estiveram presentes no encontro diversas esposas/companheiras de profissionais da área.

Como entendimento coletivo, as representações presentes reforçam que a Frente Unificada busca integração entre os profissionais de Segurança Pública, alinhamento de pautas em comum e diálogo com o Governo do Estado.

A Frente Unificada destaca também que não busca atrapalhar o crescimento econômico de Sergipe, nem as articulações com o empresariado externo.

Em contrapartida, a Frente Unificada destaca a desconfiança e descrédito no Governo de Sergipe, justamente pelo desgaste provocado pela falta de compromisso e diálogo com os profissionais da área ao longo de 2019.

As festas de final de ano se aproximam e a desmotivação destes profissionais desvalorizados aumenta, tendo em vista as perdas inflacionárias destes homens e mulheres, que já ultrapassa 40% do poder de compra.

Após análise da referida conjuntura e visando não prejudicar os avanços econômicos de Sergipe, a Frente Unificada deliberou por:

a) Confirmar com todos os profissionais da área que está mantida a Mobilização Geral dos Operadores de Segurança Pública do Estado de Sergipe para segunda-feira, 09, a partir das 15h, na Praça Fausto Cardoso, Centro da capital, em frente à Assembleia Legislativa. O objetivo do ato de luta coletivo é demonstrar à sociedade a insatisfação destes profissionais frente ao descaso da gestão do governador Belivaldo Chagas.

b) Cancelar a mobilização das esposas e companheiras dos profissionais de Segurança Pública que ocorreria também nesta segunda-feira, 09, a partir das 9h, em frente ao Teatro Tobias Barreto, onde ocorrerá ao longo do dia o Fórum Sergipano de Petróleo e Gás.

c) Dar publicidade e conhecimento aos envolvidos e interessados no tema.

Permaneceremos unidos e lutando pelo diálogo direto com o governador Belivaldo Chagas."

Divulgação / Frente Unificada

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo