Saúde e Ciência

Itabaiana implantará primeira unidade de atenção ambulatorial especializada de Sergipe

por Redação do Portal Itnet
02/02/2020 16:33h

Por PMI.

Com o objetivo de contribuir para a qualificação da atenção à saúde da mulher no ciclo da gestação, do parto e do puerpério e, com isso, diminuir a mortalidade materno-infantil na regional Itabaiana, que compreende 14 municípios, a Prefeitura de Itabaiana está dando um passo bastante colaborativo para alcançar essas metas. Na manhã da última quarta-feira, 29, representantes da Secretaria de Estado da Saúde e do Hospital Israelita Albert Einstein reuniram-se para aprovar o projeto de criação do primeiro Ambulatório da Atenção Especializada de Sergipe, apresentado pela Secretaria Municipal de Saúde. A iniciativa faz parte do cronograma de ações do PlanificaSUS – implantado desde julho em Itabaiana – que visa melhorar os processos de trabalho na rede de Atenção Primária à Saúde e, assim, proporcionar um melhor atendimento à população usuária do SUS.

O projeto será implantado na Unidade de Saúde do SESP, por ter uma área territorial abrangente e uma melhor estrutura física para a incorporação do serviço. Segundo Priscilla Melo, tutora do PlanificaSUS em Itabaiana, o ambulatório terá início com o cuidado materno-infantil e atuará em conjunto com a rede de Atenção Primária à Saúde.” O atendimento ambulatorial é feito de acordo com o Modelo de Atenção às Condições Crônicas que visa o atendimento dos pacientes de forma proativa, contínua e integrada, onde as gestantes e as crianças avaliadas com alto ou muito alto risco serão encaminhadas para o ambulatório especializado e passarão por um acompanhamento diversificado. As gestantes serão atendidas por seis profissionais de saúde e as crianças por sete. Isso em um só expediente e sem passar por filas de espera”, explica Priscila.

De acordo com Mara Rúbia, secretária de Saúde de Itabaiana, os custos para estruturar o SESP e implantar o Ambulatório da Atenção Especializada não serão grandes. “As mudanças físicas são mínimas. O que vai mudar mesmo são os processos de trabalho. Tivemos recentemente em Caxias, no Maranhão, e constatamos os resultados desse sistema aplicado lá. Os efeitos do Ambulatório Especializado são tão grandes que Caxias não registra nenhum caso de mortalidade materna e infantil nesses quase dois anos de aplicação do sistema. E é isso que queremos colocar em prática em Itabaiana. E vamos conseguir. A nossa previsão é que o atendimento do Ambulatório da Atenção Especializada seja já iniciado no final de abril deste ano”, antecipa Mara Rúbia.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo