Saúde e Ciência

O BRASIL CONTA COMIGO: estudantes da área de saúde vão atuar no enfrentamento ao coronavírus em Itabaiana

A estratégia é do Governo Federal e a Secretaria Municipal de Saúde fez adesão.
por Redação do Portal Itnet
28/07/2020 10:59h
Atualizado em 28/07/2020 11:41h

Por Taís Cristina

Em meio a uma pandemia, tudo que vem para somar forças é bem vindo! O programa “O Brasil conta comigo”, que tem como objetivo chamar alunos da área da saúde para atuarem no enfrentamento ao coronavírus nos municípios, já acontece em Itabaiana.

A estratégia é do Governo Federal, através dos ministérios da saúde e educação. Alunos de Enfermagem, Fisioterapia, Farmácia e Medicina, que estão nos últimos anos dos cursos e residem na cidade serrana se cadastraram.

Itabaiana aderiu ao "O Brasil conta comigo" e a gestão fica por parte da Secretaria Municipal de Saúde, responsável por toda a logística e por fazer a estratégia acontecer em solo serrano.

A assistente social da Secretaria de Saúde Márcia Cunha é a responsável por coordenar a ação e fazer a ponte entre as unidades de saúde e os estudantes, tirando dúvidas e direcionando-os.

Ela ressalta a importância da ação estratégica nesse momento tão difícil. “Vem fortalecer as ações de enfrentamento ao coronavírus. A iniciativa é muito boa, tanto para o aluno, como para os gestores. Estamos contando com alunos já qualificados e quase formados. Está sendo muito proveitoso, para todos os envolvidos”.

Estudantes e profissionais de Enfermagem, Medicina e Farmácia.


Inicialmente, os alunos que se cadastraram na iniciativa vão atuar nas unidades básicas de saúde do município: Clínica de Saúde da Família Vereador Vivaldo Menezes (antigo SESP), unidades dos bairros Porto, José Milton Machado e Multirão e os estudantes de Fisioterapia atuarão no Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), porém, outras unidades também poderão receber os estudantes.

Até o momento, Itabaiana conta com 17 estudantes, sendo quatro do curso de Fisioterapia, um de Farmácia, sete de Enfermagem e cinco do curso de Medicina, mas outros alunos que se cadastraram também poderão ser chamados.

Estudantes e profissionais de Fisioterapia


Vale lembrar que os estudantes auxiliarão os profissionais da saúde, e todo o trabalho desenvolvido por eles será supervisionado pelos profissionais de cada área.

Os alunos que participam da iniciativa do Governo Federal receberão uma bolsa, que será um salário mínimo para estágio supervisionado de 40 horas e meio salário mínimo para estágio de 20 horas. Eles também receberão um certificado sobre a atuação e pontuação no ingresso em programa de residência.

O itabaianense estudante de Medicina Victor Teles é um dos participantes. Ele cursa o 9º período do curso na UFS.

“Essa é uma ação de suma importância, sobretudo pelo momento em que vivemos. As gerações anteriores não tiveram o desafio de enfrentar uma pandemia. Fico muito feliz pelo município de Itabaiana ter adotado esse programa do Ministério da Saúde e é uma honra fazer parte da linha de frente contra o Covid-19 por toda população, agradeço a toda articulação e aos profissionais que nos acolheram e estão nos capacitando”, conta o futuro médico.

Para Emily Costa, estudante do 10º período de Enfermagem da UNIT, “a iniciativa surgiu como uma oportunidade de aproximar e inserir os alunos no contexto do cuidado direto com o paciente, visando a aplicação dos conhecimentos adquiridos durante os anos de graduação, como também o despertar da responsabilidade e a formação do olhar profissional. Além disso, vale ressaltar a importância do projeto em incluir os alunos como auxílio no combate a pandemia que o país se encontra, sendo possível auxiliar os profissionais que na árdua e sobrecarregada rotina que se encontram”.

Os alunos interessados em participar do programa devem fazer o cadastro neste site. Lembrando que a seleção é feita pelo Ministério da Saúde, não pela Secretaria Municipal de Saúde.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo