Nacional

AUXÍLIO EMERGENCIAL: presidente Bolsonaro fala em estendê-lo até o fim do ano

O valor desembolsado para pagamento do auxílio até agora foi de R$ 161 bilhões, segundo balanço da Caixa Econômica Federal.
por Redação do Portal Itnet
20/08/2020 10:50h

O pagamento do auxílio emergencial para trabalhadores informais afetados pelas consequências da pandemia do coronavírus poderá ser estendido até o fim do ano. Foi o que comentou o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro ontem, 19, durante cerimônia, no Palácio do Planalto.

“Os R$ 600 pesam muito para a União. Isso não é dinheiro do povo, porque não tá guardado, isso é endividamento. E se o país se endivida demais, você acaba perdendo sua credibilidade para o futuro. Então, os R$ 600 é muito. Alguém da Economia falou em R$ 200, eu acho que é pouco. Mas dá para chegar num meio-termo e nós buscarmos que ele venha a ser prorrogado por mais alguns meses, talvez até o final do ano, de modo que nós consigamos sair dessa situação fazendo com que os empregos formais e informais voltem à normalidade e nós possamos então continuar naquele ritmo ascendente que terminamos [2019] e começamos o início desse ano", afirmou Bolsonaro.

O auxílio emergencial de R$600,00 começou a ser pago em abril. Mães solteiras recebem R$1.200,00. Inicialmente seriam três parcelas, porém o auxílio foi estendido por mais duas parcelas, totalizando cinco.

Alguns brasileiros já estão recebendo a quinta parcela, de acordo com o calendário. Nos próximos dias novas informações deverão ser divulgadas sobre essa possível prorrogação citada por Bolsonaro.

O valor desembolsado para pagamento do auxílio até agora foi de R$ 161 bilhões, segundo balanço da Caixa Econômica Federal.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo