Nacional

Caixa paga hoje, primeira parcela do auxílio emergencial residual a beneficiários do Bolsa Família

Recebem nesta data, cerca de 1 milhão e meio de beneficiários do Bolsa Família com NIS final 04.
por Redação do Portal Itnet
22/09/2020 10:28h

A Caixa Econômica Federal informou que vai pagar hoje, dia 22, a primeira parcela do auxílio emergencial residual a beneficiários do programa Bolsa Família, com o NIS final 04.

Imagem ilustrativa


De acordo com a Caixa, cerca de 1 milhão e meio de beneficiários receberão hoje, o auxílio de R$300,00. No total serão quatro parcelas, pagas até o mês de dezembro.

Até o momento, o Governo Federal não anunciou quando iniciará o calendário de pagamento para aqueles cidadãos que tem direito ao auxílio emergencial residual, mas não estão cadastrados no programa Bolsa Família.

Segundo o Governo Federal, receberão o benefício, os trabalhadores que estiverem dentro desses critérios:

I - tenha vínculo de emprego formal ativo adquirido após o recebimento do auxílio emergencial;

II - receba benefício previdenciário ou assistencial ou benefício do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, adquirido após o recebimento do auxílio emergencial, ressalvados os benefícios do Programa Bolsa Família;

III - aufira renda familiar mensal per capita (por pessoa) acima de meio salário mínimo e renda familiar mensal total acima de três salários mínimos;

IV - seja residente no exterior;

V - tenha recebido, no ano de 2019, rendimentos tributáveis (Imposto de Renda) acima de R$ 28.559,70;

VI - tinha, em 31 de dezembro de 2019, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, incluída a terra nua, de valor total superior a R$ 300.000;

VII - tenha recebido, no ano de 2019, rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40.000;

VIII - tenha sido incluído, no ano de 2019, como dependente de declarante do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física como cônjuge, companheiro com o qual o contribuinte tenha filho ou com o qual conviva há mais de cinco anos ou filho ou enteado com menos de 21 anos de idade ou com menos de 24 anos de idade que esteja matriculado em estabelecimento de ensino superior ou de ensino técnico de nível médio;

IX - esteja preso em regime fechado;

X - tenha menos de 18 anos de idade, exceto no caso de mães adolescentes; ou

XI - possua indicativo de óbito nas bases de dados do Governo federal.

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo