Saúde e Ciência

Agente de Saúde de Itabaiana recebe prêmio nacional por trabalho no combate à Covid-19

Confira essa história!
por Redação do Portal Itnet
04/10/2020 08:08h

Num país continental, com 5570 municípios, uma das poucas coisas em comum em todas as localidades é a cobertura universal da saúde, através do Sistema Único de Saúde, o SUS. E mesmo que ele seja criticado muitas vezes, mas ainda é, sem dúvida, um modelo de serviço público, especialmente no que tange a sua abrangência.

Assim, com todas as cidades brasileiras sendo cobertas pelo SUS, ter um Agente Comunitário de Saúde (ACS) sergipano alcançando o segundo lugar na “Mostra Brasil Aqui Tem SUS” é motivo de orgulho que só se amplia, uma vez que o trabalho que o levou a esse prêmio foi a sua atuação no combate à Covid-19.

Esse sergipano diferenciado e especial é Manoel Messias de Mendonça, Agente Comunitário de Saúde do município de Itabaiana e que atua no bairro São Cristóvão, um dos maiores do município.

“Há mais 16 anos desenvolvo um trabalho de educação popular em saúde com a comunidade que visito no bairro São Cristóvão, desmistificando a ideia de que o trabalho do ACS deve estar restrito somente às visitas domiciliares”, explica Messias, ao relatar o que fez de diferente durante a pandemia e que chamou a atenção nacionalmente, já que o a “Mostra Brasil Aqui Tem SUS” é promovida pelo Ministério da Saúde.

“Entre os meses de março a julho foram desenvolvidas na comunidade múltiplas ações de combate à Covid-19, como entrega de máscaras aos comerciantes do bairro para alertar sobre a importância do uso em seus comércios; entrega de kits de higiene pessoal à toda a comunidade; ações educativas por meio de mídias sociais; além da elaboração de vídeos com líderes comunitários e espirituais, moradores do bairro, sobre a importância do distanciamento social, do uso de máscaras e da higienização”, destaca Messias sobre as ações práticas que fizeram e fazem parte do seu dia a dia enquanto ACS no combate à pandemia.

Mas, para além dessas ações mais sérias, digamos assim, os olhos de Messias brilham ainda mais quando ele fala das ações motivacionais e artísticas que realizou, juntamente com a equipe da Clínica de Saúde da Família Ormeil Câmera de Oliveira, que atende a toda a comunidade do bairro São Cristóvão. “Fizemos teatro, repente, musicoterapia e muitas atividades lúdicas com as crianças do bairro, sempre para reforçar o combate ao vírus”, explica.

Repercussão

Além do prêmio nacional, que lhe garantiu ainda R$ 1.500 – “mas não fiz pelo dinheiro não, viu? Fiz pela população, pelo carinho que eu tenho pela comunidade que tão bem acolhe meu trabalho há 16 anos”, revela Messias –, o ACS itabaianense também viu a gratidão pelo seu trabalho chegando de mais pessoas.

“Eu já disse a ele, pessoalmente, mas faço questão de dizer para a reportagem o quão especial tem sido esse trabalho de Messias. A premiação vem em boa hora, é uma motivação a mais. Mas o mais importante é o retorno que temos tido em termos de resultados mesmo. Messias, assim como as centenas de profissionais que atuam no combate à Covid-19 são os maiores responsáveis pela aplicação das políticas públicas de saúde que têm dado tão certo em nossa cidade. Por isso, parabenizo e agradeço a todos em nome de Messias”, disse a secretária de Saúde de Itabaiana, Mara Rúbia.

Quem também se impressionou positivamente com desempenho de Messias no concurso nacional foi o prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho.

“Fiquei muito feliz com a premiação dele, mas mais feliz ainda pela qualidade do serviço que ele presta a nossa população. Messias é um exemplo de servidor, daqueles que a gente não chama de funcionário, mas de parceiro da nossa gestão”, disse Valmir, destacando ainda uma característica genuinamente itabaianense. “Nosso povo é forte, aguerrido, vai a luta e, com tudo isso se destaca sempre naquilo que faz. Messias, portanto, é a prova viva disso”.

Modesto, Messias avalia que está fazendo o seu dever, conforme preconizado pelas maiores autoridades de saúde do país. “Para o Ministério da Saúde, é imprescindível que o ACS seja um ator social importantíssimo no trabalho de prevenção de doenças, que participe de forma ativa das atividades e do cotidiano da sua comunidade”, explica o premiado, ressaltando que esse tipo de dinâmica que ele desenvolveu é que “irá permitir um elo cada vez maior entre as famílias e as equipes de saúde, contribuindo na permanente construção e aperfeiçoamento de um Sistema Único de Saúde mais integral e que atenda às necessidades de todos”.

E, por fim, Messias demonstra a sua gratidão a todos que o levaram a essa conquista nacional. “Toda a equipe da saúde da família Ormeil Câmera de Oliveira, com o apoio irrestrito da Secretaria Municipal de Saúde, somou forças com nosso trabalho na equipe 05. Dessa forma, sempre juntos, estamos enfrentando um dos momentos mais difíceis pelo qual já passamos que é a pandemia do novo coronavírus. Por tudo isso, o que eu quero registrar aqui cabe em uma palavra: gratidão”, finalizou Manoel Messias de Mendonça.

Divulgação

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo