Saúde e Ciência

Casos de Covid-19 têm queda de 26% em uma semana na cidade de Itabaiana

Itabaiana também está em redução desde a 30ª semana e que a taxa de letalidade é uma das menores do Estado.
por Redação do Portal Itnet
08/10/2020 09:42h

Mais um boletim epidemiológico é lançado e, mais uma vez, as boas ações e parcerias realizadas para o combate à pandemia da Covid-19 se mostram firmes e eficazes no município de Itabaiana.

Assim, a cidade segue em queda em relação ao surgimento de novos casos da doença, confirmando que Itabaiana tem alguns dos melhores dados em relação a esse período pandêmico mundial.

Os dados do Boletim Epidemiológico da transmissão do Coronavírus correspondentes à 40ª semana epidemiológica mostram que Itabaiana reduziu em 26% em relação à semana anterior (39ª).

Os dados foram coletados e divulgados nesta terça-feira, 6, pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) em parceria com a Universidade Federal de Sergipe (UFS).

De acordo com o boletim, organizado por Ronaldo Santos, um dos professores da UFS que compõe a equipe técnica da publicação, no dia 05 de outubro essa média foi de 8,2 casos/dia.

“Observa-se uma redução de 17,4% no valor dessa média, quando comparada à média móvel de 14 dias atrás. Itabaiana permanece em queda do número de notificações”, atesta o boletim.

Além de ser primeiro município sergipano a sair do pico e do platô da pandemia, Itabaiana também tem, proporcionalmente, o maior número de recuperados do Estado em relação aos casos confirmados: dos 4.656 casos notificados, 4.510 estão curados, número que corresponde a 96,87% de cura. “Esse número pode ser reflexo do alto número de testagem realizado no município”, expõe o boletim.

Os dados mostram, também, que Itabaiana está em redução desde a 30ª semana e que a taxa de letalidade é uma das menores do Estado. Em Itabaiana, esse número é de 1,9%.

É importante ressaltar que, apesar do decréscimo no número de novos casos, as recomendações sanitárias ainda devem ser seguidas para que se evite uma segunda onda de crescimento de casos.

Divulgação/Prefeitura de Itabaiana

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo