Trânsito

Samu registra aumento de queda de motociclistas nos últimos meses

Segundo o gerente do NEP, as pessoas precisam dar mais importância à vida no trânsito e ter um pouco mais de consciência coletiva para ajudar a diminuir os riscos de acidentes.
por Redação do Portal Itnet
07/12/2020 10:46h
Atualizado em 07/12/2020 12:05h

Dados extraídos do e-SUS, por meio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), órgão da Secretaria de Estado da Saúde (SES), mostra os registros de acidentes envolvendo motociclistas, um panorama que vai de janeiro a novembro de 2020, observou que nos últimos três meses houve um aumento nos acidentes por queda de moto. Para o gerente do Núcleo de Educação Permanente (NEP) Kelson Santos Rosário, a consciência na direção e o respeito no trânsito precisam evoluir.

Foto: SES

 

De acordo com Rosário, as pessoas precisam dar mais importância ao sentido da vida no trânsito, os dados indicam que a violência ainda é grande. ”Houve uma crescente no índice de acidentes nos últimos meses, é o que podemos observar nos dados, o que mostra que as pessoas precisam ainda colaborar mais com essa questão do isolamento social. Porém de uma forma geral, os números do Samu para atendimento de ocorrências de trânsito como atropelamentos e colisões, apontam que houve redução em todos os meses avaliados” ressalta.

Segundo o gerente, o que chama a atenção no período de avaliação são as quedas de motociclistas. “O total no ano foi de (1.821), fazendo um comparativo no mês de setembro (169), outubro (242) e novembro (260) nota-se que esse tipo de acidente cresceu no último mês, possivelmente pelo maior número de motociclistas trafegando pelas ruas da cidade, com o aumento de pedidos na modalidade delivery” enfatiza.

“Para não entrar nas estatísticas negativas do setor, é possível tomar atitudes simples, capazes de diminuir bastante os riscos de acidentes. Tenha em mente que, se todos os motoristas e pedestres tomarem consciência de que a segurança no trânsito é uma responsabilidade compartilhada, as ruas e estradas vão se tornar locais mais seguros”, conclui Kelson Santos Rosário.

Fonte: Secretaria de Estado Da Saúde (SES)

Gostou? Compartilhe:

Comente Abaixo