E se houver uma coligação entre Jackson Barreto e Eduardo Amorim em 2018?

Eduardo Amorim cada vez mais perto do PMDB.


Na política ninguém duvide de nada, muito menos de dois aliados que hoje são oposição. Isso mesmo, há muito tenho escutado que o PMDB do estado está muito próximo de André Moura, que o partido nacional é muito próximo do Senador Eduardo Amorim, o que falta para uma coligação no cenário nacional é um retorno de aliança.




Não tenho conversado esse tipo de assunto com o Senador itabaianense, mas ouvindo suas declarações no rádio sergipano, podemos perceber que há um interesse da nacional do PMDB que Eduardo saia coligado com o PMDB de Sergipe, liderado pelo Governador do estado.

Só que o Senador Eduardo Amorim, mesmo recém empossado no PSDB, confirmou em um programa de rádio, ontem, que está sendo assediado pelo PMDB nacional. Mas, segundo ele, descartou a possibilidade, indicando o nome do líder do Governo no Congresso, André Moura que já é muito ligado a membros do PMDB nacional, principalmente da ala de Deputados ligados ao ex-presidente da casa Eduardo Cunha, deputado que comandou o impeachment da ex-presidente Dilma Russef e hoje encontra-se preso pela operação lava Jato.

Ou seja, quanto falta para o PMDB de Sergipe ser comandado pelo grupo da oposição, quanto falta para um rompimento de Jackson com o PT? Nós não sabemos, a única coisa que sabemos é que em política existe de tudo...

Jamyson Machado, sociólogo.


Endereço da página:

https://itnet.com.br/noticia/32598/e-se-houver-uma-coligacao-entre-jackson-barreto-e-eduardo-amorim-em-2018

 

 

Imagens no texto:


Acessado em 15/10/2019 05:28:03

Copyright Itnet - O Portal do Dia a Dia. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicaçao, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Itnet - O Portal do Dia a Dia.