Após exibição do programa Conexão Repórter, Téo Santana emite nota e diz que suas entrevistas foram editadas. Confira

O produtor de eventos disse que foi “um empresário do mesmo ramo que atuou conduzindo todo o direcionamento do programa”.


Após a exibição ontem, dia 1º, no programa Conexão Repórter, apresentado pelo jornalista Roberto Cabrini no SBT, de uma reportagem denunciativa acerca de uma suposta máfia envolvendo a realização de shows em Sergipe, o empresário e produtor Téo Santana, citado de forma negativa na reportagem se pronunciou através de nota.

A reportagem aponta um esquema fraudulento envolvendo inclusive músicos. Entre outras coisas, Teo disse em nota que as suas entrevistas foram editadas e que foi “um empresário do mesmo ramo que atuou conduzindo todo o direcionamento do programa”.

Confira a nota divulgada por Téo Santana na íntegra:

“Em atenção aos amigos, familiares, parceiros e a quem assistiu à matéria veiculada no programa Conexão Repórter, comandado pelo jornalista Roberto Cabrini e transmitido pela rede SBT no último dia 1º de abril, tenho a esclarecer os seguintes fatos:

Sempre me coloquei à disposição do jornalista no período em que ele esteve em Sergipe, inclusive em duas oportunidades, respondendo a todos os questionamentos que, segundo ele, foram com base em acusações levantadas por algumas pessoas que também apareceram na reportagem. Entre elas, um empresário do mesmo ramo que atuou conduzindo todo o direcionamento do programa.

Infelizmente, mesmo tendo gravado mais de 40 minutos, minhas entrevistas foram editadas. Na segunda vez, por sinal, abri a minha empresa para a equipe de reportagem, que fez filmagens, com total transparência, como tudo na minha vida tem sido.

Não sei qual intenção dessas pessoas ou desse suposto empresário, mas tenho a certeza que a verdade virá à tona. A própria matéria mostrou quem são as pessoas envolvidas na trama para promover injúrias e inverdades contra mim, TODAS DESPROVIDAS DE QUALQUER PROVA, se caracterizando, tão somente, como DENUNCISMO BARATO.

Aliás, nada do que trouxeram é novidade. Há alguns meses, um jornal semanário, hoje nas mãos de outros empresários, elaborou uma matéria, através de uma jornalista, que se mostra claramente interessada nessa tentativa de me excluir do ramo do qual, com muito orgulho, atuo dentro e fora de Sergipe.

Além disso, todas essas acusações já foram alvo de apuração nos órgãos de controle, perante os quais já estive presente prestando depoimentos e juntando todos os documentos solicitados. Aliás, reitero que uma das atividades desenvolvidas por minha empresa, a de contratação com Entes Públicos, devem ser auditadas e, se for o caso, investigadas pelos Órgãos de Fiscalização e Controle, como efetivamente são aqui em nosso Estado.

A bem da verdade a atuação dos Órgãos de Controle e, até mesmo, uma imprensa séria e comprometida com a verdade dos fatos, se traduzem como mecanismos de separação do “joio do trigo”.

Mesmo sendo uma pessoa pública muita gente não conhece minha vida, minha história, e nem sabe das minhas relações pessoais. Quero esclarecer que conheço o vereador ‘Nitinho’ assim como conheço boa parte dos vereadores de Aracaju. Sou uma pessoa que realiza eventos há 11 anos em todo Estado.

Na linha dos absurdos e denuncismos podres veiculados pelo programa CONEXÃO REPÓRTER, nego a existência de qualquer ameaça de morte a qualquer dos “acusadores”. Quem me conhece sabe da minha índole. Eu tenho um nome a zelar e ao contrário dos denunciantes, não possuo antecedentes criminais concernentes a homicídios, estelionato, etc.

Necessário esclarecer que as denúncias em relação aos forrozeiros locais, acordos de metade do preço para recebimento, investigação na Polícia Federal, etc., não dizem respeito a minha empresa.


Esses breves esclarecimentos, os faço por respeito aos meu público, meus parceiros comerciais, amigos e minha família, os faço, também, pelo fato de vivermos num país onde, infelizmente, alguns pouquíssimos setores da imprensa desprezam a regra básica do bom jornalismo, onde denigrem nossa imagem e temos que lutar para estabelecer a verdade, quando deveria ser o contrário, quem acusa tem que provar.

Não tenho nada a esconder, ACREDITO NA JUSTIÇA DE DEUS E DOS HOMENS, e continuarei à disposição para demonstrar a verdade em relação às mentiras a mim imputadas injustamente.

A partir de agora, através da nossa assessoria jurídica, adotaremos as medidas judicias cabíveis.

Atenciosamente,
Téo Santana”.


Endereço da página:

https://itnet.com.br/noticia/38256/apos-exibicao-do-programa-conexao-reporter-teo-santana-emite-nota-e-diz-que-suas-entrevistas-foram-editadas-confira

 


Acessado em 22/05/2019 19:40:38

Copyright Itnet - O Portal do Dia a Dia. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicaçao, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Itnet - O Portal do Dia a Dia.