Segundo defesa de Diego Costa, quebra de sigilo bancário confirmará que jogador não tem relação com site de apostas

“O vínculo é de apenas consumidor do serviço ofertado, nada de financiamento, direção, sociedade ou qualquer coisa do tipo”, disse o advogado.

O Globo Esporte, que ontem, 07, divulgou que a Justiça de Itabaiana pediu a quebra de sigilo bancário das contas de Diego Costa na Espanha trouxe o posicionamento da defesa do jogador. Segundo o advogado Aurélio Belém, a quebra de sigilo bancário confirmará que jogador não tem relação com o site de apostas EsporteNet.

“A medida é somente uma fase subsequente esperada pela defesa na medida em que o próprio Diego Costa em seu depoimento à Polícia Federal colocou à disposição o seu sigilo bancário. Essa quebra de sigilo busca sobretudo confirmar o teor do depoimento do jogador no sentido que ele não tem nenhum envolvimento com o site de apostas investigado. O vínculo é de apenas consumidor do serviço ofertado, nada de financiamento, direção, sociedade ou qualquer coisa do tipo”, disse Aurélio.

O pedido da quebra de sigilo já está em tramitação internacional, mas ainda não tem prazo de resposta, visto que isso é um processo demorado, que envolve os dois países.

ENTENDA O CASO:

Diego Costa, natural do município de Lagarto é investigado pela Polícia Federal, na Operação Distração, e o objetivo da quebra de sigilo das contas do jogador na Espanha, onde ele é naturalizado é auxiliar as investigações, a fim de identificar a real relação que Diego tem com o site/empresa de apostas.

No fim do ano passado, em desdobramento à Operação Distração, Diego Costa depôs à Polícia Federal, a fim de explicar a sua relação com o EsporteNet e disse que apenas era cliente do site de apostas.