Após derrota no TSE, a pergunta que não quer calar é: qual será o plano B de Valmir? Para quem irá seu apoio?

Valmir ficará inelegível até 2026, assim como seu filho Talysson Costa, que ainda perde o mandato de deputado estadual.

Os sergipanos estão curiosos para saber qual caminho o itabaianense Valmir de Francisquinho (PL) tomará a partir de agora, visto que está inelegível e não pode disputar o Governo de Sergipe neste ano.

Qual será o plano B de Valmir? Quem receberá o seu apoio? Valmir já tem algo em mente? Essas são as perguntas que não querem calar neste momento e movimentam os bastidores da política sergipana.

Valmir foi condenado nesta quinta-feira, 23, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por 4 votos a 3, por abuso de poder político e econômico e uso da máquina administrativa. Seu filho, Talysson Costa também foi condenado e ainda perde o mandato de deputado estadual.

Desde que saiu o resultado, nenhum dos dois se pronunciou. Valmir, que está em Brasília, apenas postou uma foto nas redes sociais com a seguinte legenda: “Vamos em frente com fé em Deus e a força do povo”.

Nos bastidores, a possibilidade mais comentada é o nome de Emília Corrêa para o Governo, visto que ela era bastante citada para compor a chapa majoritária com Valmir. A vereadora por Aracaju inclusive usou as redes sociais para dar sua opinião acerca da decisão.

“A vitória do justo sempre vem, está escrito! O povo de Sergipe conhece Valmir de Francisquinho, sua história, sua luta e estou certa que o resultado das urnas sem ele, indica uma vontade que não é do povo. Conte comigo meu amigo, lutaremos até o fim. A verdade vai vencer”, publicou Emília, em seu Twitter.

Será que Valmir seguirá o caminho de apoio a Emília, ou buscará outro caminho? Quais rumos a eleição deste ano tomará? E como fica o seu apoio agora para Deputado Federal, visto que seu filho Talysson não será mais candidato? Dentro em breve teremos resposta para todos os questionamentos.