ITABAIANA: homem preso é suspeito de encomendar morte por ciúmes envolvendo curtidas em rede social

Além do suspeito de ser o mandante, o suspeito de executar o crime e um terceiro envolvido também foram presos.

Como divulgado mais cedo pelo Portal Itnet, a Polícia Civil de Sergipe prendeu três suspeitos de envolvimento num homicídio ocorrido em Itabaiana no dia 16 de abril. Conforme as investigações, um dos presos é suspeito de encomendar a morte por ciúmes envolvendo curtidas em rede social.

ENTENDA O CASO:

Carlos Eduardo Santos de Jesus, o “Carlinhos”, de 23 anos foi morto a tiros na farmácia que trabalhava, no povoado Mangueira, zona rural, no sábado de Aleluia. Nesta quarta, 03, Gildemar Oliveira, conhecido como “Gildo do Remédio” foi preso, suspeito de mandar matar Carlinhos por conta de ciúmes envolvendo curtidas numa rede social da ex-esposa dele.

Também foram presos dois outros suspeitos: Carlos Wagner, conhecido como “Pistoleiro”, o suposto executor do homicídio e um terceiro envolvido no crime, Gilberto de Oliveira, caseiro da propriedade rural de Gildemar.

Inicialmente se cogitava que Carlinhos havia sido morto num suposto assalto, visto que o crime ocorreu na farmácia onde ele trabalhava. Porém, com o andamento das investigações, comandadas pelo delegado Tarcísio Tenório, que atuava no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Itabaiana e recentemente foi transferido para o DHPP de Aracaju, essa possibilidade foi descartada.

De acordo com o delegado, mesmo com essa motivação, as investigações, que duraram cerca de quatro meses mostraram que não havia nenhuma ligação entre a vítima e a mulher citada neste caso. Foram expedidos os mandados de prisão preventiva e busca e apreensão e as forças policiais deram cumprimento.

“A operação, que foi nomeada como Fatal Likes justamente pelo crime estar diretamente ligado ao ato de curtir fotos em uma rede social, resultou também nas apreensões de duas pistolas, uma espingarda e um revólver, além de veículos e vestimentas”, informou a SSP/SE.

Fotos: redes sociais